Simpósio Internacional Esporte, Colonialismo e Pós-Colonialismo em Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa

 

SIMPÓSIO INTERNACIONAL “ESPORTE, COLONIALISMO E PÓS-COLONIALISMO EM PAÍSES AFRICANOS DE LÍNGUA OFICIAL PORTUGUESA”

1 e 2 de junho de 2010
Rio de Janeiro/Brasil
Local:
Fórum de Ciência e Cultura/Universidade Federal do Rio de Janeiro

Promoção:
“Sport”: Laboratório de História do Esporte e do Lazer/UFRJ;
Núcleo de Estudos Contemporâneos/UFF;
Núcleo de Estudos Brasil-África/UFF;
Fórum de Ciência e Cultura/UFRJ

Patrocínio: Ministério do Esporte

Apoio:
CNPq
Faperj
Programa de Pós-Graduação em História Comparada/UFRJ;
Programa de Pós-Graduação em História/UFF
A relação entre o esporte e a construção de identidades nacionais, a exemplo do que ocorre em outras partes do mundo, pode ser plenamente identificada nos países africanos de língua oficial portuguesa, algo que se demonstra reforçado pela proximidade de realização no continente de dois importantes eventos: a Copa do Mundo de Futebol, na África do Sul, e a Copa Africana de Nações/Futebol, em Angola, ambos em 2010.

Certamente um dos motivos de tal ocorrência é o grau de penetrabilidade internacional do esporte, notadamente do futebol. Em uma ordem mundial em que o sentido de nação parece difuso perante o poder das empresas transnacionais, algo que tem impacto maior nos países em desenvolvimento, e em que as organizações internacionais (ONU, Unesco etc) se encontram fragilizadas, as competições esportivas se apresentam como um dos principais fóruns para se louvar e exaltar a idéia de pátria, algo de grande importância para países que se tornaram independentes recentemente.

No âmbito das competições esportivas, ainda que marcados por situações de desigualdade, esses países tornam-se ativos, conhecidos, mesmo surpreendentes: há sempre a possibilidade de uma vitória e/ou de uma bela atuação, que será celebrada como uma grande conquista pela população local, com o incentivo de dirigentes e da imprensa: esses eventos permitem em elevado grau uma performance pública de nação. Além disso, e mesmo por isso, o esporte foi e continua sendo utilizado por regimes políticos e administrações governamentais tanto como estratégia para encaminhar propostas de intervenção social quanto como propaganda de uma suposta eficácia administrativa, para alguns um reflexo dos “avanços do país”.

A despeito dessa grande importância, o esporte segue sendo um tema menos discutido no âmbito dos Estudos Pós-Coloniais, dos Estudos da África e nos Estudos do Esporte, algo ainda mais perceptível quando falamos dos países africanos de língua oficial portuguesa

Como parte de um projeto de investigação apoiado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), nos dias 1 e 2 de junho de 2010 será realizado, no Rio de Janeiro, o SIMPÓSIO INTERNACIONAL “ESPORTE, COLONIALISMO E PÓS-COLONIALISMO EM PAÍSES AFRICANOS DE LÍNGUA OFICIAL PORTUGUESA”, cuja programação inicial segue abaixo.

Desde já convidamos a todos para participarem desse fórum de discussão.

Para mais informações, contactar Victor Melo em victor.a.melo@uol.com.br ou em www.sport.ifcs.ufrj.br
Programação

1 de junho de 2010

* 9 horas
Abertura

* 10 horas – Conferência
– Os estudos do esporte e o continente africano
Richard Giulianotti/Grã-Bretanha

* 12 horas – almoço

* 14 horas – Mesa Redonda
– O esporte no período colonial: identidade e lutas políticas
O caso de Moçambique – Nuno Domingos/Portugal
O caso de Cabo Verde – Victor Melo/Brasil
O caso de Angola – Andrea Marzano/Brasil
O caso de São Tomé e Príncipe – Augusto Nascimento/Portugal

* 17h30 – 18 horas – Intervalo

* 18 horas – Mesa Redonda
– A presença da África no esporte da América do Sul
Simoni Lahud Guedes/Brasil
Vivian Fonseca/Brasil
David Quitian/Colômbia
Ana Marcia Silva/Brasil
2 de junho de 2010

* 9 horas – Mesa Redonda
– Pós-Colonialismo: trajetória e perspectivas
Daniel Aarão Reis/Brasil

* 10h30 – 11h – Intervalo

* 11h – Palestra
Rede internacional sobre políticas públicas integradas de educação, esporte e lazer.
Rejanne Penna Rodrigues/Brasil

* 12 horas – Almoço

* 14 horas – Mesa Redonda
– O esporte no período pós-independência: identidade e lutas políticas
Fernando Borges/Cabo Verde
Marcelo Bittencourt/Brasil
José Gonçalves/Brasil

* 17h30 – 18h – Intervalo

* 18h – Conferência
– O esporte e os estudos sobre África
Bea Vidacs/Hungria

Anúncios

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: