Tapa na peteca

Por André Schetino

Desde o início do “Historias do Sport” pensava em dedicar um post à Peteca. O artefato está presente na infância de grande parte dos belo horizontinos. Lembro de jogar com meu primo petecas feitas de palha de milho e penas de galinha, confeccionadas pela avó dele. Lembro também da dos clubes esportivos que freqüentei e trabalhei, onde as muitas quadras viviam sempre lotadas aos finais de semana, com jogos e campeonatos. Eis que pouco antes do pequeno recesso do mês de julho tive a oportunidade de ler o trabalho de Renato Machado dos Santos, a dissertação de mestrado “A peteca, o Campo do Lazer e a dinâmica da cidade de Belo Horizonte (1980-1994)”.

Em seu trabalho, Renato mostra como a peteca se tornou uma verdadeira febre em Belo Horizonte, com direito a um jornal específico – chamado O Petequeiro – e um bar (ao melhor estilo mineiro) com várias quadras de peteca, pro pessoal curtir um happy hour depois de um dia de trabalho. Além disso, Belo Horizonte foi palco do 1º Campeonato Brasileiro de Peteca, em 1987.

Foto noturna do bar Boa Forma, em Belo Horizonte. Fonte: O PETEQUEIRO, p. 6, 1984

Em uma cidade onde os clubes esportivos se estabeleceram durante muito tempo como um dos principais espaços de lazer, a peteca encontrou um vasto campo para seu desenvolvimento e caiu no gosto e no cotidiano da cidade. Para realizar sua pesquisa Renato entrevistou pessoas importantes no cenário da peteca, e centrou sua investigação nos anos de 1980 a 1994, período em que existiu um dos espaços mais importantes para sua prática – o Campo do Lazer (antigo campo do Clube Atlético Mineiro e hoje um shopping center).

O Campo do Lazer. Fonte: SMES, 1985, p. 23.

Vale ressaltar a importância do registro oral de fontes que foram importantes para a prática desse esporte em Belo Horizonte, além de preservar a memória de uma prática esportiva ainda muito pouco estudada no âmbito da História do Esporte.

A dissertação de Renato é a primeira no Brasil sobre o esporte. Afinal, em Belo Horizonte o tapa na peteca é coisa séria

Anúncios

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: