São mais de 70 bandeiras! The Commonwealth Games, o terceiro maior evento poliesportivo do mundo

Jorge Knijnik

 

Os Jogos do Commonwealth (The Commonwealth Games) são considerados o terceiro maior evento poliesportivo do mundo, logo atrás dos Jogos Olímpicos e dos Jogos Asiáticos. Os Commonwealth Games são um evento quadrienal que tiveram a sua primeira edição em agosto de 1930, aproveitando-se do verão da cidade de Hamilton no Canada. Até os dias atuais já ocorreram 19 Commonwealth Games, sendo que o gap de 12 anos entre a terceira (Sydney, 1936) e a quarta (Auckland, 1950) edição dos Jogos ocorreu  obviamente em virtude da Segunda Guerra Mundial.

Curiosamente, essa competição já teve quatro nomes diferentes: inicialmente, lá em 1930, foi chamada de  British Empire Games sendo renomeada depois, em 1954, como os British Empire and Commonwealth Games; em 1970, novo nome: British Commonwealth Games e apenas em 1978 ganhou seu batismo atual – Commonwealth Games.

 Bom, neste momento meu raro leitor já percebeu que estes Jogos tem alguma coisa a ver com o antigo Império Britanico. Exatamente. Os contendores dos Jogos são os países membros da Commonwealth of Nations, ou somente Commonwealth, uma organização intergovernamental composta por 54 estados soberanos – países como Canada, Australia, Nova Zelandia, Jamaica, Barbados, Africa do Sul, Gra-Bretanha,India, Malasia,  entre outros. Dos países membros do Commonwealth,  quase todos (exceto por Ruanda e Moçambique) foram membros do antigo Império Britanico. Os objetivos dos estados membros do Commonwealth são: “cooperar para promover valores tais como multilateralismo, boa governança,  democracia, direitos humanos, paz mundial” entre outros. Os laços comerciais entre os membros do Commonwealth são muito grandes: alguns dados apontam para uma  diferença que chega a quase 50%  a mais em termos de trocas comerciais entre países membros e não-membros.

 Image

 (Bandeira da Commonwealth of Nations)

Concordo que o paragrafo anterior levantou algumas duvidas: primeira, o que Ruanda (colonia alemã) e Moçambique (colonia portuguesa) estão fazendo no Commonwealth? Dificil de explicar, mas parece que estes países fizeram um grande esforço politico para se filiar a este clube, que lhes oferece muitas vantagens – acabaram aceitos, e nem faz tanto tempo assim ( eu também  acho dureza aceitar Ruanda em algo que quer promover os direitos humanos…mas não tive vez nem voto nesta decisão).

 A outra duvida vem de um detalhe que certamente não passou despercebido pela minha atenta leitora – eu menciono no titulo que são mais de 70 bandeiras nos Jogos (71 exatamente) mas a Commonwealth tem somente 54 países membros… Bom, para os Jogos muitos países se desmembram – as quatro nações do Reino Unido (Inglaterra, Escocia, Irlanda do Norte e Gales) competem em separado, atuando pela própria bandeira, tal como alguns “estados-ilha” ou os “chamados “territorios  da coroa”  (tipo Bermudas, Ilhas Cayman, Gibraltar, entre outros).

 Image

   Os Commonwealth Games são a atividade mais visivel da Commonwealth of Nations. Ao final do século 19, com o ressurgimento dos Jogos Olimpicos, o Reverendo Astley Cooper escreve um artigo (mais precisamente em 1891) no The Times londrino, propondo uma competição “Pan-Britanica e Pan-Anglicana” quadrienal, no sentido de aumentar “os vinculos de amizade, de entendimenteo e de boa vontade” entre os membros da Coroa Britanica.  

Em 1911, o Festival Britanico (o precursor dos Commonwealth Games) acontecia em Londres, por ocasião da coroação do rei George V. Equipes da Australia, Canada, Africa do Sul e Reino unido disputaram competições de atletismo, natação, luta livre e box. O Canada saiu vencedor, papando um trofeuzinho bem bonito. Depois disso a coisa pegou, e em 1930 foram realizados os primeiros British Empire Games os quais,  como mencionado acima, ocorreram no Canada, com a presença de 400 atletas muito bem preparados, provenientes de 11 países, e disputando provas de atletismo, natação, remo, luta livre, box e lawn bowls (uma especie de boliche na grama, meio bocha, não achei o nome exato em portugues, nem sei se existe).

A XIX edição dos Commonwealth Games ocorreu em outubro de 2010,em Delhi, na India, com 6.700 atletas competindo por 71 bandeiras diferentes, em 272 eventos de 17 modalidades.  Uma grande parte dos esportes Olimpicos fazem parte do programa dos Commonwealth Games (basquete, futebol, atletismo, arco e flecha, golfe, badminton, etc – sorry, Diogo, mas não tem handebol… os britanicos nunca foram muito bons no segundo jogo mais legal do mundo… );  mas também são disputadas modalidades “exclusivas” deles, tais como netball (veja  mais sobre  netball aqui no sport historia) e o tal do lawn bowls ( veja a final feminina de 2010 aqui). Também ha a competição de “rugby 7”, antes exclusive deles, mas que a partir do Rio vai entrar no programa dos Jogos Olimpicos (alo, Mah! Ta ralando? Vai pegar a camisa canarinho de rugby ou nao? Avante, rugby de calcinha!).

Esquisito mesmo foi constatar que o cricket não faz parte do program dos Commonwealth Games, nunca foi jogado nestes Jogos –  com exceção da controversa edição de 1998 dos Commonwealth Games, em Kuala Lumpur (Malasia).  Ao descobrir isso, fiquei me perguntando como puderam deixar de fora  o jogo  que deixa os ingleses (e por consequencia os seus ex-suditos) malucos da vida, aquela paixão irracional que, segundo meu companheiro Colin Webb, tal como o futebol no Brasil, é necessária uma “educação psicológica proveniente  das fraldas para se compreender totalmente o Espirito do cricket…”

Bom, talvez um jogo que demora cinco dias para acontecer, e que muitas vezes termina em empate,  não seja mesmo ideal para festivais esportivos ja cheios de eventos… Mas os organizadores da XXI edição dos Commonwealth Games, a serem realizados aqui na Australia, na cidade de Gold Coast em abril de 2018, já estão  falando em trazer o cricket definitivamente de volta para os Jogos. Eles querem  colocar no programa uma versão  diferente do cricket, mais rápida, conhecida como Twenty20 – algumas horas e já existe um vencedor, ha muitos jogadores ganhando um bom dinheiro com este novo jogo.   Os puristas do cricket (tal como meu amigo Colin) de-tes-tam isso, eles gostam mesmo de ficar curtindo os testes internacionais de cinco dias, tomando cerveja…  Mas um dos cabeças dos Jogos de Gold Coast,  Mark Stockwell, recentemente comentou que o cricket traria uma “magia especial” aos Jogos, e finalizou dizendo que “ em minhas viagens pelos países do Comonwealth, eu percebo que ha dois esportes que são grandes fatores de união dos povos: o netball para as mulheres e o cricket para os homens”.

Um comentário desses apenas me faz pensar que os ingleses difundiram tanta coisa interessante pelo mundo no tempo do seu Imperio… mas ao mesmo tempo espalharam por ai estas noções de genero tao cristalizadas, tão pequeninas… tão homens pra lá, mulheres pra cá, e que perduram no esporte até  hoje, um mundo tão  dividido, que dá desgosto…

Enfim, que venham os próximos Comonwealth Games, marcados para julho e agosto de 2014, em Glasgow – com ou sem cricket! Eu vou mais é estar ligado na Copa de futebol do Brasil, que ninguém é de ferro!  

 

 Image

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: