El Sueño de Iván (Espanha, 2011, de Roberto Santiago)

el-sueno-de-ivan-cartel

Hoje, nesse clima de véspera do segundo jogo do Brasil na Copa, contra o México, trago mais um filme espanhol para comentar: O sonho de Iván, de 2011. Trata-se de uma adaptação cinematográfica de um livro infantil homônimo, do próprio diretor da película. O espanhol Roberto Santiago apresenta uma filmografia razoavelmente diversificada e pouco conhecida entre nós (para o rol de seus 12 títulos ver: http://www.imdb.com/name/nm0763634/bio?ref_=nm_ov_bio_sm. Consultado em 15 de junho de 2014). Talvez sua obra mais divulgada no Brasil seja um outro filme com temática futebolística, o bom El Penalti más largo del mundo (2005: talvez o elejamos para o próximo post). Devemos, de cara, dizer que O sonho de Iván não é tão feliz quanto seu filme anterior. Apesar de conjugar uma boa dupla (futebol e criança/infância), o resultado não é dos mais atraentes. Principalmente se comparamos com títulos como O ano em que meus país saíram de férias (2008, Cao Hamburger), A Copa (1999, Khyentese N. Riponche) e O milagre de Berna (2003, Sonke Wortman). Estas produções têm em comum exatamente essa mistura potencialmente rica entre o futebol e a infância. Em O sonho de Iván, isso não funciona. O enredo é estranho, praticamente inverossímil. Depois de uma catástrofe na África, a FIFA promove um jogo de ajuda às crianças afetadas. Essa partida deverá ser travada entre uma seleção mundial de meninos contra uma seleção mundial de jogadores profissionais, “estrelas” internacionais. E o pior, o jogo é à vera.
Além da decepção de não nos depararmos com nenhum grande astro dos gramados (as “estrelas” do mundo futebolístico são constituídas por atores, cujo jogador protagonista é um asiático, talvez para dar maior verossimilhança…). A essa altura o impossível já estava em jogo: talvez os meninos viessem a ganhar a partida. Que nada. Perdem, mas por pouco (provavelmente novo sopro realístico – para uma outra crítica: ARCE, José. “El sueño de Iván”: Cuidado, que te la cuelan. Disponível em: http://www.labutaca.net/peliculas/el-sueno-de-ivan/. Consultado em 16/06/2014).
E o Iván e seu sonho? Ele está lá: jogar com os grandes do futebol, se equiparar a um deles. Continuou sonhando. Não obstante, nesse meio tempo teve uma boa atuação, reafirmou seu lugar de preferido e namorado da menina Paula e foram ovacionados em campo. Os garotos-atores (Óscar Casas e Carla Campra) merecem. Talvez sejam o que de melhor há nessa fita.
Até a próxima, meus futuros compatriotas hexacampeões! (também tenho meu sonho).

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: