Divulgação: eventos, publicações e disciplina de pós

Eventos

Em meados deste ano serão realizados em Portugal eventos nos quais se pretende debater o tema “desporto e lazer no continente africano”:

* VI Encontro Internacional Desporto e Lazer em África
25 e 26 de junho de 2020
Faculdade de Letras da Universidade do Porto
http://www.centrodehistoria-flul.com/encontrosobredesportoporto.html

* 11º Congresso Ibérico de Estudos Africanos
Painel 58 – Desporto e lazer no continente africano
Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa
2 a 4 de Julho de 2020
https://ciea11.pt/
https://ciea11.pt/index.php/submissao/comunicacoes

E, como divulgado anteriormente, entre 12 e 14 de agosto acontecerá o II Encontro Nacional de Historiadores do Esporte, em Belo Horizonte.

 

Publicações/atividades/notícias

André Couto e Álvaro do Cabo publicaram o trabalho “A Copa já Chegou!! O Sul-Americano de Futebol de 1949 e as Crônicas do Jornal dos Sports“.

Rafael Fortes concedeu entrevista ao Podcast Mais História, por favor!, da UFSM, tratando de história do surfe, juventude e anos 1980. Outra entrevista está no filme BIW, Sal e Som, que estreou esta semana e está sendo exibido em diferentes dias e horários no Canal Curta! de TV por assinatura.

Vale a pena conferir também o podcast Stadium, programa mensal dedicado à história do esporte produzido pelo grupo de pesquisa homônimo da UFSM coordenado por João Malaia.

Ainda no terreno dos podcasts ligados à história do esporte, para quem compreende inglês, vale a pena ouvir o Sport in the Cold War.

Foi lançado recentemente um portal dedicado ao surfe feminino: ManaSurf.

 

Disciplina de pós-graduação

A disciplina Diversão, Educação, Corpo (Séculos XVIII e XIX) será oferecida por Victor Andrade de Melo no Programa de Pós-Graduação em Educação da UFRJ neste primeiro semestre de 2020.

Dia/Horário/Local: Terças-feiras – 13 às 16 horas – Faculdade de Educação, UFRJ, Campus Praia Vermelha

Ementa

No decorrer dos séculos XVIII e XIX, foi se definindo o que hoje chamamos de lazer, o formato moderno da diversão, fruto de uma mais clara divisão dos tempos sociais, bem como do desenvolvimento de uma cultura de massa. Nesse cenário, os momentos de entretenimento foram se constituindo em instâncias importantes de educação, compreensíveis a partir de uma dupla dimensão: para e pelo divertimento. De um lado, todos deveriam aprender a se portar nesses novos espaços públicos de convivência. Ao mesmo tempo, nesses fóruns eram difundidas formas de se portar relacionadas aos intuitos governamentais e de certas lideranças políticas, ligadas às novas necessidades de se comportar em público, mas também ao forjar da nação, mobilizadas por noções de progresso e de identidade. Parte significativa dessas intervenções/negociações/ressignificações penderam sob o corpo, tanto no que se refere aos comportamentos julgados adequados (roupas, abordagem, toques, cheiros etc.) quanto no tocante aos seus usos possíveis nas cenas públicas e privadas (processo que dialogava notadamente com o crescimento de preocupações com a saúde e a higiene). Essa disciplina objetiva aprofundar o debate sobre essas articulações entre a diversão, a educação e o corpo.

Cronograma

10 de março

# Apresentação

Apresentação dos alunos, dos docentes e do curso

Levantamento de expectativas

Acerto das estratégias didático/pedagógicas (leitura de textos, organização de debatedores, procedimentos de aula, analecto)

Lista de e-mails/contatos

 

17 de março

# Educação, diversão, corpo: um programa de pesquisa

* Discussão de texto:

MELO, Victor Andrade de. Educação, diversão, corpo: um programa de pesquisa. Rio de Janeiro, 2019. mimeo.

MELO, Victor Andrade de. Lazer, modernidade, capitalismo: um olhar a partir da obra de Edward Palmer Thompson. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 23, n. 45, p. 5-26, 2010.

 

24 de março

# Novos arranjos da diversão

* Discussão de texto:

SOARES, Luiz Carlos. Comercialização do lazer, ampliação dos espaços públicos de diversão e novas formas de sociabilidade: uma outra dimensão da Ilustração pública. In: SOARES, Luiz Carlos. A Albion revisitada. Rio de Janeiro: 7 Letras/Faperj, 2007. p. 139-185.

 

31 de março

# Novos arranjos da diversão

* Discussão de textos:

CORBIN, Alain. A história dos tempos livres. In: CORBIN, Alain (org.). História dos tempos livres. Lisboa: Teorema, 2001. p. 5-18.

PORTER, Roy. Os ingleses e o lazer. In: CORBIN, Alain (org.). História dos tempos livres. Lisboa: Teorema, 2001. p. 19-58.

 

7 de abril

# Novos arranjos da diversão

* Discussão de textos:

CORBIN, Alain. Do lazer culto à classe de lazer. In: CORBIN, Alain (org.). História dos tempos livres. Lisboa: Teorema, 2001. p. 59-90.

THIESSE, Anne-Marie. Organização dos lazeres dos trabalhadores e tempos roubados (1880-1930). In: CORBIN, Alain (org.). História dos tempos livres. Lisboa: Teorema, 2001. p. 363-392.

 

14 de abril

# Diversão e trabalho: cenários fluminenses

* Discussão de textos:

POPINIGIS, Fabiane. Introdução. In: POPINIGIS, Fabiane. Proletários de casaca. Campinas: Editora da Unicamp, 2007. p. 23-32.

POPINIGIS, Fabiane. Domingo de trabalho e compras. In: POPINIGIS, Fabiane. Proletários de casaca. Campinas: Editora da Unicamp, 2007. p. 33-104.

 

21 de abril – Não haverá aula – Feriado

 

28 de abril

# Diversão e trabalho: cenários fluminenses

* Discussão de textos:

POPINIGIS, Fabiane. “Deixem-nos o domingo”: protesto social e regulamentação do trabalho no comércio. In: POPINIGIS, Fabiane. Proletários de casaca. Campinas: Editora da Unicamp, 2007. p. 105-168.

 

5 de maio

# Diversão e trabalho: cenários fluminenses

* Discussão de textos:

POPINIGIS, Fabiane. Vida de botequim: caixeiros nos processos criminais. In: POPINIGIS, Fabiane. Proletários de casaca. Campinas: Editora da Unicamp, 2007. p. 169-240.

 

12 de maio

# Diversão, educação, corpo: cenas fluminenses

* Discussão de textos:

MELO, Victor Andrade de. Mudanças nos padrões de sociabilidade e diversão: o jogo da bola no Rio de Janeiro (séculos XVIII e XIX). História, Franca, v. 35, e105, 2016.

MELO, Victor Andrade de. As touradas nas festividades reais do Rio de Janeiro Colonial. Horizontes Antropológicos, Porto Alegre, v. 19, n. 40, p. 365-392, 2013.

 

19 de maio

# Diversão, educação, corpo: cenas fluminenses

* Discussão de textos:

MELO, Victor Andrade de. Educação do corpo – bailes no Rio de Janeiro do século XIX: o olhar de Paranhos. Educação e Pesquisa – Revista da Faculdade de Educação da USP, v. 40, p.751 – 766, 2014.

MELO, Victor Andrade de. Uma diversão civilizada – a patinação no Rio de Janeiro do século XIX (1872-1892). Locus, Juiz de Fora, v. 23, n. 1, p. 811-100, 2017

 

26 de maio

# Diversão, educação, corpo: cenas fluminenses

* Discussão de textos:

MELO, Victor Andrade de. Educação, civilização, entretenimento: o Tivoli – um parque de diversão no Rio de Janeiro do século XIX (1846-1848). REVISTA BRASILEIRA DE HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO. 2020. No prelo

MELO, Victor Andrade de; SCHWAN, Thaina Pacheco. Bebida, comida diversão e arte: as fábricas de cerveja no Rio de Janeiro do século XIX (1856-1884). Movimento, Porto Alegre, v. 24, n. 1., p. 147-160, jan./mar. de 2018.

 

2 de junho

# Diversão, educação, corpo: cenas fluminenses

* Discussão de textos:

MELO, Victor Andrade de. Entre a elite e o povo: o sport no Rio de Janeiro do século XIX (1851-1857). Tempo (Niterói. Online). v. ahead, 2015.

MELO, Victor Andrade de. A sociabilidade britânica no Rio de Janeiro do século XIX: os clubes de cricket. Almanack, Guarulhos, n. 16, p. 168-205, ago.  2017a.

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: