Quem somos

História(s) do Sport é uma iniciativa acadêmica, dinamizada por pesquisadores que se debruçam sobre a história do esporte e do lazer, grande parte deles vinculados ao Sport: Laboratório de História do Esporte e do Lazer (laboratorio.sport@gmail.com). Os posts não têm a pretensão de tratar os assuntos com profundidade, mas sim captar a curiosidade do leitor, demonstrando que essa manifestação cultural com a qual nos deliciamos no dia a dia está profundamente articulada com o cenário sociocultural de um tempo.

O blog é atualizado no mínimo semanalmente, sempre por um autor e com um tema distinto.

Integram a equipe:

Alvaro do Cabo

Rubro-negro, professor, historiador e advogado. É mestre em Comunicação Social pelo PPGCOM/UERJ e possui especialização em Relações Internacionais. Criado em Copacabana e frequentador do Maracanã desde a final da Taça Guanabara de 1982 (Flamengo 1 x 0 Vasco decidido com gol de Adílio), é um apaixonado pela cidade do Rio de Janeiro, sobretudo suas praias, e por pesquisar futebol, principalmente Copas do Mundo. Contato: alvarodocabo@yahoo.com.br

André Couto

Nascido em Três Rios (RJ), tricolor de coração, é professor, historiador, especialista em História do Brasil (UFF) e em Educação Tecnológica (CEFET/RJ) e mestre em História Social (UERJ/FFP). Escreveu a dissertação “A Hora e a a Vez dos Esportes: o Jornal dos Sports e a Consolidação da Imprensa Esportiva no Rio de Janeiro (1931-1950)”. Tem interesse especial pela relação entre imprensa e esportes. Contato: guimaraescouto@yahoo.com.br

André Schetino

De Belo Horizonte, torcedor do glorioso Clube Atlético Mineiro. Mestre em História Comparada pela UFRJ, é professor do Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix e autor do livro Pedalando na Modernidade: a bicicleta e o ciclismo na transição do século XIX para o XX. Contato: andreschetino@oi.com.br

Cleber Dias

Carioca e suburbano, sempre; apesar de se encontrar atualmente exilado em Goiânia. Autor de Urbanidades da natureza e Entre o mar e a montanha, diz que faz questão de estudar os “esportes na natureza” apenas no plano acadêmico, o que de certo modo ajuda a ocultar um pouco sua covardia diante dessas extreplolias esportivas. Contato: cag.dias@bol.com.br

Cleber Karls

Gaúcho de Santa Cruz do Sul, atualmente mora no Rio de Janeiro onde cursa doutorado em História Comparada no PPGHC/IH/UFRJ. Contato: cleber_hist@yahoo.com.br

Coriolano Junior

Nascido no estado do RJ, atualmente mora em Salvador (Bahia), no bairro do Rio Vermelho. Professor da Universidade Federal da Bahia, mestre em Educação Física e doutorando em História Comparada; desenvolve estudos na área da história do esporte. Contato: coriolanojunior@uol.com.br

David Quitián

Veio ao Rio de Janeiro procurando a garota de Ipanema e ainda não encontrou. Chegou atraído pelo magnetismo do Maracanã e acabou torcendo pelo Flamengo. Fez a viagem da Colômbia para o Brasil dizendo a todos em sua terra natal que seu objetivo era fazer um doutorado em antropologia na UFF; mas descobriu-se que veio para desfrutar o carnaval, a cachaça e o futebol. Se seus chefes na UNAD da Colômbia (onde ele é professor) e sua orientadora não descobrem esta malandragem, vai ficar toda a Copa do Mundo e até as Olimpíadas de 2016 (bico calado, por favor!). Duas dores resumem sua vida: a separação de sua filha Luna para viver sozinho nesta cidade e o rebaixamento da América de Cali no torneio colombiano. Contato: quitiman@yahoo.es

Edônio Alves

Jornalista, Poeta, Escritor. Doutor em Literatura Comparada e professor do Curso de Comunicação Social da Universidade Federal da Paraíba. Integra o time de pesquisadores do Sport: Laboratório de História do Esporte e do Lazer do IH/UFRJ e desenvolve pesquisa sobre a relação futebol e literatura. Obras publicadas: (Poesia): Essa doce alquimia. João Pessoa: Editora Idéia, 1992. Os amantes de Orfeu & Poemas de Rima Interior. João Pessoa: Editora Idéia, 1999. (Contos): A Ferrugem e o Mármore: cinco contos quase-reais. João Pessoa: Editora Idéia, 2004. (Ensaio Crítico): As ligações perigosas: relações entre literatura e jornalismo na década de 70 no Brasil. João Pessoa: Editora da UFPB, 2006. Currículo Lattes. Contato: edonio@uol.com.br

Eduardo de Souza Gomes

Nascido em Niterói/RJ, botafoguense desde que se entende por gente e fanático pelo Manchester United, é desde pequeno apaixonado pelo esporte e sua história, especialmente o futebol. Praticou natação e outras modalidades na juventude, mas na impossibilidade técnica de se tornar um atleta profissional, optou por seguir os caminhos investigativos da História do Esporte. Atua como professor e pesquisador na área de História, sendo doutorando e mestre em História Comparada pela UFRJ e graduado em História pela UERJ. Autor do livro El Dorado: os efeitos do profissionalismo no futebol colombiano (1948-1951) e organizador de Olhares para a profissionalização do futebol: análises plurais, além de outros trabalhos relacionados a História do Esporte na América Latina, temática que norteia seus posts no blog. Contato: eduardogomes.historia@gmail.com

Fabio de Faria Peres

Carioca de Jacarépagua, Doutor em Saúde Pública pela Fiocruz, atualmente é bolsista de pós-doutorado no Programa de Pós-Graduação em Estudos do Lazer da UFMG. Contato: fabioperes@ymail.com

Fernando Borges

Niteroiense e com saudades de quando o Botafogo jogava no Caio Martins. Formado em Comunicação Social – Jornalismo pela UFRJ, mestre em Comunicação e Jornalismo pela Universidade de Coimbra e doutorando em Comunicação na Universidade Pantheon-Assas, em Paris, fez do esporte – principalmente o futebol – parte importante da sua trajetória profssional, porque acredita que é preciso gostar do que se faz. Publica posts sobre o esporte na Europa. Contato: fvannierborges@yahoo.com.br

Jorge Knijnik

Quando nasceu, veio um médico, por acaso seu tio, lhe deu uns tapas na bunda e disse: “vai, Jorge, ser Dorfman Knijnik na vida!” (homenagem ao querido Carlos Drummond de Andrade…). Gaúcho e paulista, pernambucano de coração, com raízes brasileiras espraiadas pelo mundo, que o levaram a morar na Austrália, onde é professor da University of Western Sydney. Por lá, adora estar perto da natureza em um ambiente cultural excitante e poder estar mais perto de seus filhos. Fazem falta os amigos, as mulheres brasileiras (em primeiro lugar), o guaraná e o carnaval de Olinda. Organizou, entre outros, Gênero e Esporte: masculinidades e feminilidades. Contato: jk@usp.br

Karina Cancella

Desde a graduação dedicada a investigar a História do Esporte, no momento faz seu doutorado em História Comparada no PPGHC/IH/UFRJ. Contato: karinacancella@gmail.com

Luiz Carlos Sant’ana

Professor de História, cursa Doutorado no Programa de História Comparada do IFCS/UFRJ. Contato: ppanaceia@hotmail.com

Maurício Drumond

Historiador, doutor em História Comparada pela UFRJ e professor de História. Autor do livro Nações em Jogo: esporte e propaganda política em Vargas e Perón, há muito tempo se interessa pelas relações entre política e esporte, em especial o futebol. Contato: msdrumond@yahoo.com.br.

Nei Jorge Santos Júnior

Professor, suburbano de Campo Grande e torcedor do Glorioso Botafogo. Doutorando em estudos do Lazer pela UFMG e mestre em História Comparada pela UFRJ. Além de escrever sobre o esporte nos subúrbios da Cidade Maravilhosa, notadamente em Bangu, postará alguns textos sobre a diversão suburbana, fruto da tese em andamento: A vida divertida suburbana: identidades e tensões nos clubes recreativos de um arrabalde chamado Bangu (1910-1929). Contato: edfnei@hotmail.com.

Rafael Fortes

Flamenguista, niteroiense, zagueiro-zagueiro aposentado e fominha de tênis (jogar e assistir). Aos 28, mudou-se para o outro lado da Baía de Guanabara, onde é professor da UNIRIO, transitando entre a Comunicação e a História, áreas que dão nome ao laboratório que coordena por lá. Autor dos livros O surfe nas ondas da mídia: esporte, juventude e cultura e Pesquisa histórica e história do esporte e organizador de Comunicação e esporte: reflexões a partir do cinema. Edita o blogue A Lenda. Contato: raffortes@hotmail.com .

Ricardo Pinto dos Santos

Doutor em História Comparada (UFRJ- PPGHC), se dedica aos estudos sobre o Racismo no Esporte desde 2002. Nesse tempo, participou de diversos congressos e simpósios sobre o tema, bem como publicou diversos capítulos de livros que debatem o assunto. Sua última publicação foi o livro “Entre rivais” (Mauad, 2013).

Silvana Goellner

Nascida no interior do RS, mora em Porto Alegre (cidade de meu andar, como dizia Quintana). Professora da UFRGS, coordena o Centro de Memória do Esporte e o Grupo de Estudos sobre Cultura e Corpo. Autora de Bela, maternal e feminina: imagens da mulher na Revista Educação Physica, desenvolve estudos na área da história da interface de temas como corpo, gênero e esporte. Contato: vilodre@gmail.com

Valéria Guimarães

Doutoranda do PPGHC/UFRJ/ SPORT, professora do curso de Turismo da UFF e do CEDERJ, é historiadora e turismóloga e autora dos livros O Trem do Samba: uma festa da cultura popular carioca (Riotur, 2008) e O PCB cai no samba: os comunistas e a cultura popular, 1945-1950 (APERJ, 2009).  Torce pelo Flamengo e pratica natação, mas falta mais do que vai. Mesmo assim, jura que, entre uma braçada e outra, fluem várias ideias para a sua pesquisa de doutorado sobre a história comparada do turismo durante os governos Vargas e Perón. Contato: valeria@turismo.uff.br

Victor Melo

Carioca há muitas encarnações, nessa atual nasceu em Senador Camará (no glorioso Bairro Jabour). Flamenguista, umbandista, marxista e torcedor da Unidos de Vila Isabel, é professor da UFRJ e coordena o grupo (bando? quadrilha?) de pesquisa “Sport”: Laboratório de História do Esporte e do Lazer. É autor de alguns livros e artigos (http://lattes.cnpq.br/9730234823420258), mas acha que o melhor mesmo que fez na vida foi o João, seu filho. Contato: victor.a.melo@uol.com.br

.

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: