Primeiros esportes em Manaus

Cleber Dias

cleberdiasufmg@gmail.com

A partir dos últimos anos do século 19, surgem em Manaus os primeiros clubes esportivos da cidade. O início dos esportes em Manaus coincide com o apogeu das atividades de extração e exportação de borracha na região, em que fortunas foram geradas. Nessa época, dizia-se que em Manaus e em Belém lavava-se roupas em lavanderias de Paris e acendia-se charutos com notas de dólar – em dizeres que tentavam ostentar a riqueza obtida com a produção e comercialização da borracha. De fato, a nova riqueza foi ostensivamente exibida pelas elites locais. Exibir-se para visitantes estrangeiros como civilizados e em sintonia com os costumes de países considerados mais modernos fazia parte das motivações para a assimilação de esportes.

Nesse contexto, mais de 30 clubes esportivos dedicados a diferentes modalidades foram criados em Manaus entre os últimos anos do século 19 e o final da primeira década do século 20. Esgrima, críquete, tênis, remo, turfe, ciclismo e futebol estiveram entre as modalidades praticadas nesses clubes. O ciclismo, em particular, foi a primeira modalidade a se notabilizar como um espetáculo público em Manaus.

Em 1898 foi criado o Grupo Ciclista Amazonense, que a partir de então organizou passeios e corridas de bicicletas na cidade. Seu presidente era Joaquim da Costa Soares, comerciante português, tesoureiro da Sociedade Beneficente Portuguesa e proprietário da Casa Havaneza, uma loja que vendia produtos variados. O primeiro indício documental sobre uma corrida organizada pelo Grupo Cyclista Amazonense data de julho de 1898. Tratou-se de uma corrida com 7 páreos, realizada numa construção especialmente edificada para esse fim, na Praça General Osório, que seria conhecido então como “Velódromo Nacional”.

ciclismo

Fotografia de corrida de bicicleta em Paris, publicada em jornal esportivo de Manaus (1916). Fonte: Correio Sportivo, Manaus, 23 de abril de 1916, n. 5, p. 1. Citado por SOUZA, Eliza Salgado de. Panorama do esporte em Manaus, 1897-1911. Dissertação (Mestrado em Estudos do Lazer). Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais, 2017, p. 56. link

Não sabemos ao certo o que aconteceu com o Velódromo e com o Grupo Cyclista Amazonense a partir de 1900. Parece razoável supor que esse velódromo tenha sido desativado em algum momento entre 1900 e 1903 ou 1904. A partir dessa época, inicia-se a construção de um novo velódromo, já em outro ponto da cidade. Manaus não possuía um mercado consumidor suficientemente grande para sustentar dois espaços destinados à oferta do mesmo gênero de espetáculos. O novo velódromo, conhecido como “Velódromo Amazonense”, “Velódromo da Manaus Sport” ou “Velódromo da Cachoeirinha”, situado na Praça Visconde do Rio Branco, no bairro da Cachoeirinha, funcionou com relativo sucesso até por volta de 1907. Nessa época, a inauguração de um novo espaço para oferta de espetáculos esportivos na cidade parece ter inviabilizado a continuidade deste velódromo.

Entre 1907 e 1910, aproximadamente, o Prado Amazonense, dedicado a corridas de cavalo roubou a cena esportiva de Manaus, até que o surgimento dos primeiros clubes e campeonatos de futebol ganharam grande entusiasmo popular. Desde então, como é o caso de todas as cidades do Brasil, o futebol tem sido o esporte mais popular também em Manaus.

Comentários encerrados.

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: